América MG

Fora de casa, América é superado pelo Internacional

O gol americano foi marcado por Ademir na primeira etapa (Foto: Luiz Martini / América)

Na noite desta quarta-feira, o América foi superado, por 3 a 2, pelo Internacional-RS, no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS). Pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, a equipe americana lutou até o final, mas não conseguiu reverter a vantagem do adversário. O Coelho segue com 31 pontos e na 11ª posição da tabela. O gol americano foi marcado por Ademir na primeira etapa.

O próximo compromisso americano será diante do Bahia-BA, na Arena Independência, em Belo Horizonte, às 21h, neste sábado.

O jogo

A partida começou com boa movimentação da equipe americana, conseguindo trabalhar bem a bola no meio de campo e criar boas chances no ataque. Aos 13 minutos, em uma cobrança de falta, o Internacional-RS conseguiu abrir o placar com Patrick. Mas o Coelhão não sentiu a pressão do gol adversário e, dois minutos depois, Fabrício Daniel cruzou para a área, a bola espirrou em Rodrigo Dourado e, na sequência, Felipe Azevedo dominou para Ademir chegar chutando para o fundo do gol, 1 a 1.

No segundo tempo, o Coelho seguiu trabalhando bem a bola e utilizando muito as laterais para criar as chances mais perigosas. Já aos 18 minutos, o Internacional-RS conseguiu marcar o segundo e ficar à frente no placar, 2 a 1 para os mandantes.

O América não desanimou e seguiu buscando o gol para empatar a partida. Com Marlon, o Coelhão conseguiu bom cruzamento e deixou os atacantes americanos de frente para o gol, mas a bola saiu pela linha de fundo. Aos 45 minutos, o adversário conseguiu ampliar a vantagem marcando o terceiro gol, 3 a 1.

FICHA DO JOGO

Internacional-RS 3×1 América

Motivo: Campeonato Brasileiro – Rodada 26
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (CBF/RN)
Auxiliares: Jean Marcio dos Santos (CBF/RN) e Lorival Cândido das Flores (CBF/RN)
Árbitro de vídeo: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (CBF/RN)

Gols: Patrick, duas vezes, e Yuri Alberto (Internacional-RS); Ademir (América)
Cartões amarelos: Felipe Azevedo, Ribamar (América); Paulo Victor (Internacional-RS)

Internacional-RS
Daniel; Saravia, Gabriel Mercado, Cuesta e Moisés (Matheus Cadorini); Rodrigo Dourado, Rodrigo Lindoso (Johnny) e Maurício (Caio Vidal); Taison (Zé Gabriel), Patrick (Paulo Victor) e Yuri Alberto.

Técnico: Diego Aguirre

América
Matheus Cavichioli; Patric (Diego Ferreira), Eduardo Bauermann, Lucas Kal (Marcelo Toscano), Ricardo Silva e Marlon; Juninho e Juninho Valoura (Bruno Nazário); Ademir, Felipe Azevedo (Rodolfo) e Fabrício Daniel (Ribamar).

Técnico: Vagner Mancini