América MG

América vence o Ferroviário nos pênaltis e garante classificação na Copa do Brasil

Os pênaltis americanos foram convertidos por Sabino, João Paulo e Ribamar (Foto: Mourão Panda / América)

Nesta quarta-feira, o América derrotou o Ferroviário-CE em casa e garantiu a classificação para a próxima fase da Copa do Brasil nos pênaltis. Em tempo regular, as equipes empataram por 1 a 1 e na cobrança de pênaltis, o Coelhão concretizou a vitória, por 3 a 2, na Arena Independência. Com a classificação, o time está na 3ª fase da Copa do Brasil, que será disputada entre os 32 melhores clubes do Brasil. 

O próximo desafio da equipe será neste sábado. Em jogo válido pela 10ª rodada do Campeonato Mineiro, o América encara o Coimbra-MG, às 17h30, na Arena Independência.

O jogo

O América dominou a primeira etapa da partida apertando o ataque e criando oportunidades de cruzamento. Logo no primeiro lance do jogo, o Coelhão fez boa troca de passes e Rodolfo criou a primeira chance de gol da equipe americana. Aos 18 minutos, após cobrança de falta de Bruno Nazário, Felipe Azevedo aproveitou para cabecear e balançar as redes. 

No segundo tempo o jogo ficou mais equilibrado. A equipe cearense criou algumas jogadas perigosas, mas a defesa do Coelhão soube trabalhar bem. Já nos acréscimos, aos 49 minutos, o atacante Augusto garantiu o empate para o Ferroviário e levou a decisão para os pênaltis.

Nos pênaltis, com atuação brilhante do goleiro Matheus Cavichioli, o Coelho conseguiu ser superior e vencer por 3 a 2 a equipe cearense. Sabino, João Paulo e Ribamar acertaram as suas cobranças e garantiram a classificação americana para a 3ª fase da Copa do Brasil 2021.

FICHA DO JOGO

América 1 (3) x 1 (2) Ferroviário-CE 

Motivo: Copa do Brasil – 2ª fase

Local: Arena Independência, Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo (SP)

Auxiliares: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa e Daniel Luis Marques (SP)

Gols: Felipe Azevedo (América) e Augusto (Ferroviário)

Cartões amarelos: Roni (Ferroviário)

América

Matheus Cavichioli; Diego Ferreira; Eduardo Bauermann; Anderson; Zé Ricardo; João Paulo; Felipe Azevedo (Gustavo); Juninho (Flávio); Rodolfo (Ribamar); Bruno Nazário (Carlos Alberto) e Alê (Sabino).

Técnico: Cauã de Almeida e Márcio Hahn (auxiliares)

Ferroviário-CE

Jonathan; Polegar (Roni); Vitão; Richardson; Emerson (Madson); Wesley Dias (Tibiri); Diego Viana; Reinaldo; Berguinho (Mauri); Wendson (Augusto) e Adilson Bahia


Técnico: Francisco Diá