América MG

Coelhinhas mostram boa dinâmica de jogo, mas são derrotadas pelo Cruzeiro-MG

América x Cruzeiro
Jéssica Beiral foi um dos destaques do América no confronto contra o Cruzeiro-MG (Foto: Mourão Panda / AFC)

O América mostrou boa movimentação e dinâmica de jogo, mas acabou derrotado por 1 a 0 para o Cruzeiro-MG pela Rodada 3 do Campeonato Mineiro, no SESC. O próximo duelo das Coelhinhas será novamente contra a equipe celeste, no próximo sábado, às 15h, na Toca 1.

“Apesar do resultado, a partida foi muito positiva. Jogamos bem, soubemos explorar algumas características do Cruzeiro, e tivemos apenas um grande erro no jogo, que vamos rever para a partida de volta. Mas acredito que a equipe pôde fazer o que ela faz de melhor, trabalhar bastante a bola, ter a posse; então a parte tática é corrigir alguns detalhes e não ter esses erros cruciais que hoje levou à nossa derrota. Ainda temos três importantes jogos para chegarmos à final”, afirmou a técnica Jaqueane.

O JOGO

Sob um sol forte, o América começou a partida estudando as adversárias e segurando o ataque rival. A primeira grande chance das Coelhinhas veio com Thay pela esquerda do campo ofensivo, mas o zero permaneceu no placar.

Enquanto a defesa americana impedia as ações adversárias, no ataque das Coelhinhas, Jéssica Beiral incomodava as cruzeirenses, com boas investidas pelo centro. Em uma das subidas ao ataque do América, Ágata invadiu a área, saiu de duas rivais e a bola chegou em Jéssica Beiral, que dividiu com a adversária e foi ao chão. O juiz mandou o polêmico lance seguir, sob os protestos das americanas.

O segundo tempo começou com pênalti para o Cruzeiro, e o placar aberto por Vanessinha aos 4 minutos. Depois do gol, o América aumentou seu ímpeto ofensivo e quase chegou ao tento com Ágata, que driblou duas adversárias e foi derrubada dentro da área. Novamente, o árbitro mandou a partida seguir.

As Coelhinhas não se abateram e forçaram a defesa rival, aproveitando o fôlego novo das mudanças feitas pela técnica Jaqueane Correa. Aos 29 minutos, Jéssica Beiral fez uma bela finalização de “meio-pulo” e por pouco não igualou o marcador. O América ainda teve boas investidas com Flávia Mota e Beiral, mas não conseguiu mover o placar.

O América da técnica Jaqueane Correa foi para campo com: Deka; Keké, Thais, Flávia Mota e Dani Peré (Kamila); Ágata (Sabrina), Serrana (Fernanda Guedes), Carol (Danny)e Thay; Giovanna (Gegê) e Jéssica Beiral.