Info

América Futebol Clube - História

30 de abril de 1912 - NASCE O AMÉRICA FUTEBOL CLUBE

O América Futebol Clube foi fundado em 30 de abril de 1912 por um grupo de garotos da elite mineira, quase todos estudantes do "Gymnasium Anglo-Mineiro", onde as aulas eram dadas em inglês por professores, em sua maioria, norte-americanos.

O nome do clube foi escolhido por sorteio. Entre as opções estava "América Foot-ball Club", em homenagem aos Estados Unidos da América, dos quais os meninos eram fãs, por influência das histórias contadas por seus professores, apesar de vários deles, inclusive Afonso Silviano Brandão (sobrinho do "presidente" do Minas Gerais, Bueno Brandão – na época, os Estados possuíam presidentes e não governadores), serem torcedores do América do Rio de Janeiro.

O time de futebol foi criado um ano antes da fundação do clube. Essa equipe, que não tinha nome, durou pouco menos de seis meses. Ela foi desfeita por causa dos estudos intensos do segundo semestre. Porém, um ano depois, os garotos se reuniram novamente e decidiram recriar o clube naquela mesma data.

A reunião para a escolha do nome ocorreu em maio, nos porões da casa de Adhemar de Meira. As sugestões foram colocadas dentro do chapéu pertencente a Aureliano Lopes Magalhães, e o nome foi retirado pela pequena Alda Meira, que depois se tornaria uma das mais importantes damas de nossa sociedade. As cores verde-branca foram escolhidas também por sorteio.

Sua diretoria já havia sido escolhida em reunião anterior, na casa do senhor José Gonçalves, pai de um dos meninos, Secretário de Estado da Agricultura e um dos fundadores e o primeiro Secretário do Sport Club (primeiro clube de futebol de Minas Gerais).

 

Primeira diretoria:

Presidente: Afonso Silviano Brandão

Vice-presidente: Aureliano Lopes de Magalhães (primeiro a falecer)
Secretário: Adhemar de Meira
Tesoureiro e Zelador: Oscar Gonçalves

Em setembro 1913, o Minas Geraes, clube fundado na mesma data, foi extinto. O presidente de honra dos dois clubes, então prefeito de Belo Horizonte, resolveu ceder ao América o patrimônio do Minas Geraes: um campo de futebol com suas traves.

O clube era composto por crianças de 13 e 14 anos e disputava jogos com garotos da mesma faixa etária. Na mesma época, devido a uma “desinteligência” no Atlético Mineiro, todos os seus presidentes até aquela data e três de seus fundadores, além de meio time se afastaram e pediram suas inscrições no América.

Os meninos que torciam por aqueles atletas fizeram uma reunião para que o Estatuto fosse mudado. Houve discordância e vários dos fundadores americanos saíram, mas o clube se tornou time de adultos, com atletas de Atlético e Minas Geraes. Os meninos americanos passaram a formar o segundo time. Em homenagem aos seus novos integrantes, o América decidiu substituir os calções brancos por calções negros, tornando-se tricolor a partir de 1913.


1916 a 1925 - DECACAMPEONATO

Fizeram parte da conquista do decacampeonato: Geraldino de Carvalho - primeiro negro a fundar e jogar em um time de futebol no Brasil; Otacílio Negrão de Lima, que se tornou grande político, e Mário Pena e Lucas Machado, que se formaram médicos e foram fundadores do Hospital São Lucas.

Quatro anos depois de ser concebido, o AMÉRICA começa a escrever sua história no futebol mundial. O time, que vestia as mesmas cores de hoje - o verde, branco e preto -, iniciou a maior série de títulos conquistados consecutivamente por um clube no mundo.


1933 - PROFISSONALIZAÇÃO

Nesse ano, foi oficializado o profissionalismo no AMÉRICA. Até então, toda prática esportiva era amadora. O clube protesta contra a implantação do profissionalismo e muda as cores de sua camisa para vermelho e branco, situação que perdurou por dez anos.


1943 a 1948 - RETOMADA DAS CORES DO DECA

A partir de 1943, o América aceita o profissionalismo, retoma as cores que marcaram o decacampeonato e recomeça a investir no patrimônio do clube.

Em 1948, o clube conclui as obras de seu novo estádio - OTACÍLIO NEGRÃO DE LIMA - período marcado por grandes conquistas como o Campeonato Mineiro daquele ano e o Torneio Quadrangular, que reunia o Vasco da Gama, campeão sul-americano daquele ano, o São Paulo, campeão paulista, e o Atlético, campeão mineiro de 1947.


1957 e 1971 - TRÍPLICE COROA

Em 1957, o América conquista a tríplice coroa ao ganhar os títulos juvenil, aspirante e profissional. Em 1971, destaca-se pela conquista do Campeonato Mineiro de forma invicta.


Década de 90 - CAMPEÃO BRASILEIRO (Série B)

Em 1993, o América conquista mais um título estadual. Porém, o grande destaque desta década é a conquista do Campeonato Brasileiro (Série B), que possibilita o retorno do clube à elite do futebol brasileiro. 

 

 

 

 

 

 


2000 a 2005 - COPA SUL-MINAS

Em 2000, o América conquista o título da primeira Copa Sul-Minas. Nos anos 2000, é destaque no Campeonato Mineiro e Taça MG conquistados, respectivamente, em 2001 e 2005.


2006 a 2008 – CAMPEÃO MINEIRO (Módulo II)

Em um dos seus piores momentos no futebol, o América, único clube que havia disputado todas as edições do Campeonato Mineiro, cai para o Módulo II do Estadual, em 2007. 

No ano seguinte, a volta por cima com a conquista do título do Campeonato Mineiro Módulo II, voltando à elite do futebol estadual.


2009 – CAMPEÃO BRASILEIRO DA SÉRIE C

Com uma nova diretoria, o América disputa a Série C do Campeonato Brasileiro e conquista o título. Assim, o ano de 2009 marca o início da ascensão alviverde à elite do futebol.


2010 – SÉRIE B

A última participação alviverde na Série B havia sido em 2004, quando o Coelho ocupou o 21º lugar na tabela de classificação. Com uma equipe guerreira, o clube termina a temporada em quarto lugar e conquista seu acesso ao Campeonato Brasileiro da Série A, a elite do futebol nacional.

 

TÍTULOS-PROFISSIONAL:

1916 a 1925 – Decacampeão mineiro;

1948 - Campeão Mineiro;

1957 - Campeão Mineiro;

1971 - Campeão Mineiro;

1993 – Campeão Mineiro;

1997 – Campeão Brasileiro (Série B);

2000 – Campeão da Copa Sul Minas;

2001 – Campeão Mineiro;

2005 – Campeão da Taça Minas Gerais;

2008 – Campeão Mineiro (Módulo II);

2009 - Campeão Brasileiro da Série C.


tv coelho

Pablo comenta sobre a sequência do Coelho(...)

últimas notícias